Pesquisar este blog

Pesquisador espanhol garante: a monogamia vai acabar, viva junto apenas cinco anos


A monogamia vai acabar
Monogamia não é bom para o ser humano

Seguindo a tendência mundial de buscar respostas científicas para as perguntas ancestrais sobre o amor e a vida a dois, o pesquisador e escritor espanhol Rafael Santandreu escreveu o livro “Las Gafas de la Felicidad” (“As Lentes da Felicidade”).

Trata-se de uma pesquisa polêmica sobre a raiz da monogamia, da poligamia e o papel do casamento na sociedade, que traz conclusões surpreendentes.

Segundo o próprio autor, os resultados soarão “lamentáveis” para muitos. No entanto, Santandreu está convencido: o ser humano não está preparado para a monogamia.

De acordo com sua pesquisa, esse tipo de relação sentimental funcionou até agora porque o homem era possuidor da mulher, criando uma relação amo/escravo. 

Santandreu afirmou em uma entrevista dada ao jornal La Vanguardia, uma sociedade nova, distanciada do ideal errôneo da monogamia, erradicaria os problemas dolorosos do ciúme, da dependência material e psicológica e diminuiria, inclusive, os índices de violência doméstica.

“O amor sentimental do futuro será itinerante: nenhum casal terá pretensões de durar toda a vida. É um absurdo, na verdade; os casais deveriam trocar a cada cinco anos”, afirma.

Isso levaria a uma sociedade matriarcal, na qual as mães e as irmãs configurariam o núcleo da unidade familiar.

Essas mudanças no mundo, necessárias, segundo Santandreu, reduziriam também o índice de suicídios, já que mais da metade deles são causados pela falta de amor. Uma visão polêmica de uma problemática de séculos, a partir de uma perspectiva inovadora.




Fonte: seuhistory.com

Inscreva-se para receber novos artigos e informações exclusivas por e-mai

Informe o seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Amigos Do Google +

FACEBOOK

Postagens populares

Arquivo do blog