Pesquisar este blog

Sabrina Sato deixou saudades, confessam Emílio e Bola, do "Pânico"


Atores do Pânico na TV
Daniel Peixoto, Marcos Chiesa (Bola), Wellington Muniz (Ceara), Emílio Surita, Sabrina Sato, Eduardo Sterblitch (Edu Polvilho), Marvio Lúcio, Evandro Santo e Guilherme Santana



Sete meses depois do encerramento de contrato entre Sabrina Sato e o programa "Pânico", no qual Sabrina esteve por cerca de onze anos, os líderes do humorístico, Bola (Marcos Chiesa) e Emílio Surita conversaram com o UOL e afirmaram que sentem falta da relação pessoal que tinham com a artista. Com a ida de Sabrina para Rede Record, eles não se falaram mais e a amizade ficou abalada.


O apresentador Emílio assumiu ter saudade da amizade com Sabrina, mas como um ex-namorado após o fim de uma longa relação, fez questão de dar uma cutucada ao dizer que ela não faz falta no "Pânico".


"Sinto mais falta da Sabrina amiga do que da profissional. Sinto falta da Sabrina que ia às reuniões [de pauta]. Foram onze anos juntos, éramos amigos. Todo pessoal do programa gostava muito dela. No quesito profissional é normal cada um seguir seu caminho e vir outra pessoa [apesar de o lugar da japa não ter sido preenchido]. Mas não fez diferença nenhuma para gente ['Pânico'] em relação à audiência, faturamento, está tudo igual", declarou Emílio.
Quer ganhar mais de 10.000,00
 Reais por mês trabalhando
 apenas como afiliado Hotmart




Questionado se iria ao "Programa da Sabrina", da Record, caso fosse convidado, Emílio respondeu com tom de dúvida. "Acho que ela não ia querer, não tenho o perfil [risos]".


Apesar de expressar seu carinho à amiga, Bola deixou claro que não concordou com a saída de Sabrina do programa.


"Qualquer um que sai do 'Pânico' faz falta, mas não é aquela coisa 'Nossa, a Sabrina saiu e vamos morrer, o programa vai acabar'. Ela está tocando a vida dela e nós estamos tocando a nossa, a audiência está bem. Mas foi um negócio chato, não queríamos que a japa saísse. Conheço a japa há 10 anos, desde que ela chegou na rádio [Jovem Pan], ela é minha irmãzona. Não tenho nenhuma bronca, nenhuma raiva, mas confesso que não gostei de como as coisas foram feitas. Quero que ela seja feliz, toque a vida dela e a gente toca a nossa", declarou Bola, que não conversou mais com a apresentadora.


Sabrina e Emílio tinham uma relação muito próxima, se falavam diariamente, e a apresentadora ligava, inclusive, para lamentar fim de namoro com o amigo.


A apresentadora conversou com a reportagem e retribuiu o carinho dos ex-companheiros. "Amo o Emílio! Sinto muita saudade dele como amigo. Ele me ensinou tudo de televisão e rádio. Sempre foi um irmão mais velho para mim. O Emílio é um gênio da comunicação. E o mais importante é que ele é generoso. Foram mais de 10 anos, passávamos o dia inteiro conversando. O Bola mora no meu coração também".


Como já disse em outras entrevistas, Sabrina justificou suas escolhas que a levaram à saída do "Pânico". "Sofri muito, muito para me despedir. Foi difícil, porque amo eles. Mas precisava ir atrás dos meus sonhos, cuidar da minha vida. Foi igual quando saí de casa para morar em São Paulo".




Fonte: uol.com.br


Aprenda a vencer diversos desafios, nós do Mude.nu decidimosestruturar tudo de forma lógica e didática em um curso onlineabsolutamente completo.

Inscreva-se para receber novos artigos e informações exclusivas por e-mai

Informe o seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Amigos Do Google +

FACEBOOK

Postagens populares

Arquivo do blog