Pesquisar este blog

Nova tecnologia promete causar uma revolução na pintura de cabelos


Pintar os cabelos da forma como é feita atualmente, poderá se tornar dentro de pouco tempo, uma perda de tempo, um desperdício de dinheiro e um hábito prejudicial à saúde

Um projeto que está sendo desenvolvido por cientistas do Laboratório Nacional de Los Alamos e da Universidade do Novo México, poderá causar uma verdadeira revolução no hábito de colorir os fios, já que isso poderá se transformar em algo simples, sem uso de produtos químicos, que estará ao alcance de todos com um simples apertar de botão.

Bruce Lamartine e Zayd Leseman, professores de Engenharia Mecânica, estão investigando uma forma de gravar “redes de difração” nos cabelos que possam refletir a luz de uma maneira específica. Isso é feito pela pesquisa do uso de tecnologias de feixes de íons focalizados e a forma como eles podem ser usados para diferentes tipos de materiais, incluindo o cabelo.

Iniciado há cinco anos, o projeto usa um feixe de íons focalizados (FIB) - algo já utilizado na fabricação de produtos eletrônicos – em que engenheiros criaram padrões em fios de cabelo que refletem específicas faixas de luz, dependendo da distância e da profundidade entre elas. Para isso eles usaram padrões chamados espirais de Arquimedes e padrões hipérbole para conseguir refletir a luz de uma determinada maneira de forma que ela parecesse mudar de cor. 

Os testes foram feitos em cabelos pretos, marrons e loiros, e os melhores resultados foram observados nos fios marrons. A partir dos resultados, os pesquisadores começaram a pensar em um utensílio parecido com a chapinha, que pudesse mudar a cor dos cabelos de maneira permanente – a cor só voltaria ao normal na medida em que os fios forem crescendo.

No entanto, essa tecnologia, poderia ter aplicações mais “sérias”, do que simplesmente colorir cabelos. Poderia ser usada como uma medida de segurança para leitura de cartões de crédito ou para identificação de pessoas e até de objetos, como aviões para questões de segurança. Certamente, se o projeto for adiante, poderemos ter a garantia que de nossas cabeças nunca mais serão as mesmas.




Fontes: Daily Mail

Inscreva-se para receber novos artigos e informações exclusivas por e-mai

Informe o seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Amigos Do Google +

FACEBOOK

Postagens populares

Arquivo do blog